Um amor que não se explica


Faz 9 anos que me tornei mãe pela primeira vez. O dia em que percebi a grandiosidade do ato de gerar vida. Onde estava a fôrma que fez aquelas mãozinhas? Como aquele nariz era tão igualzinho ao meu? Quem colocou a minha manchinha lá nas costinhas dela... Enfim, quanto mágico foi co-criar vida através dessa Força Divina. E sem falar do amor... ahhh, um amor que não se explica, um amor que nos torna cada dia melhores em cada um dos nossos papéis. O que mais sinto pelas pessoas que optaram em não ter filhos, é não viver esse amor. Sinto de verdade. Pois ele é um dos sentimentos mais intensos e puros que meu coração já sentiu. Mas respeito toda e qualquer escolha. Bem, hoje é um dia muito feliz, dia de celebrar a vida e relembrar que o tempo é finito e veloz... Para viver cada dia com mais presença e intensidade. Viva a vida, minha Sol, minha luz!

Posts Recentes