WhatsApp - Lista de Transmissão


Sexta-feira toda nossa história na Lista de Transmissão teve um fim. Todas as minhas conversas, meus arquivos, feedbacks e conquistas das minhas clientes, contatos sobre o meu trabalho que não cadastrei na agenda, áudios preciosos de grupos que participo, carinhos e presentes em forma de música, meditações e vídeos do meu Whatsapp metaforicamente foram queimados no mesmo dia do incêndio do Museu Nacional. Uma parte do meu passado foi. Tive a sensação do chão se abrir por alguns instantes, só consegui olhar para rapaz que fez o estrago, respirar e dizer que precisava ir buscar meus filhos na escola, sem ter o que falar, fui. No carro senti muita raiva, gritei, fiquei louca comigo por eu não ter feito backup ao invés de deixar ele fazer antes de formatar o meu celular. Até chegar na escola, a intensidade do acontecido já havia diminuído, meu estratégico começou a encontrar caminhos de reaver coisas que eram realmente importantes para futuros trabalhos e aos poucos fui me acalmando. Como o momento presente é sempre perfeito, lembrei de ficar com o que há, apenas com o que há. Nada é por acaso, de nada me adiantaria lamuriar, estava sim a procurar o fundamento do acontecido, para quê realmente... vi o desapego, o grande aprendizado sobre a impermanência e a aceitação, o foco na solução, mas sabia que havia mais. Sai do banho no sábado de manhã e veio a imagem do Museu, o fogo, o fim de tanta história. Entendi estar passando pelo mesmo. E percebi que ali havia um fim. Aquela Vanessa já não existe mais. Todos os processos e mergulhos e conexão que estou a vivenciar, vejo muitas coisas ficando para trás. E tá tudo bem! Novas histórias serão escritas, é um recomeço, sinto meu ferramental cada vez mais potente, sinto minha frequência subir, minha inteligência espiritual fluir, minha cocriação avançar, vejo o Universo colocando o chão a todo momento em que dou o passo. Sinto. Amo. Sei que o melhor está por vir. Vamos junto?

Posts Recentes